Follow by Email

3.02.2015

CASA DA FAZENDA DO CAPÃO DO BISPO



    É um dos mais importantes monumentos históricos do subúrbio carioca. Construído no final do século XVIII e localizado na Avenida D. Hélder Câmara (antiga Avenida Suburbana), no bairro do Cachambi, a Casa da Fazenda do Capão do Bispo apresenta um genuíno exemplo da arquitetura rural do período colonial. Pertenceu a D. José Joaquim Justiniano Castelo Branco, o primeiro bispo nascido no Brasil, e fazia parte da Freguesia de São Tiago de Inhaúma, criada em 1743 e que daria origem a boa parte dos bairros suburbanos.


   
     Foi o bispo D. José Joaquim quem plantou, nas terras da fazenda, ainda no final do século XVIII, mudas de  café, que também estavam sendo plantadas na fazenda do holandês John Hoppman, em Mataporcos (atual bairro do Estácio), e na chácara dos padres capuchinhos, na Rua dos Barbonos (atual Rua Evaristo da Veiga). Dali elas seriam plantadas em larga escala, pela primeira vez no Brasil, nas terras do padre Antônio Couto da Fonseca, na Serra do Mendanha (na época parte da Freguesia de Campo Grande), e depois iriam se espalhar pelas fazendas do Vale do Paraíba.


    Tombada pelo Patrimônio Histórico em 1947, a Casa da Fazenda do Capão do Bispo necessita urgentemente de uma ampla reforma e poderia ser usada como sede de alguma unidade de um governo, seja municipal, estadual ou federal.




* Fotos tiradas por Ronaldo Morais em 1986. 

MEUS LIVROS:

- O Velho Oeste Carioca, volumes I e II (Ibis Libris)
- Fragmentos do Rio Antigo (Edital)
- A invasão francesa do Brasil -o corsário Du Clerc ataca o Rio de Janeiro por Guaratiba (Edital)
- A rebelião dos sinais (Edital)
- Manual do Serrote (Edital)
- O Peão Poeta (Edital)