Follow by Email

9.27.2011

SILHUETA



Parada no tempo, por um breve momento sentiu um espanto,
se não tanto, pelo menos a profunda percepção de
que o mundo girava à sua volta e levava embora todos os sentimentos,
desde os mais íntimos desejos
às mais cordiais saudações

Nesse instante, abriu-se uma fenda sob seus pés e
buscou o ar que faltava

Antes que a notassem,
conseguiu firmá-los em um ponto imaginário
de terra firme e pedregosa

A menina no canto esperou que as formas se
mostrassem na penumbra do
por do sol

Mas elas se apresentaram como um espelho,
no qual a menina se viu com toda a sua personalidade estampada

E gostou do que viu

* Agradeço a Tatiane Schneider pela foto tirada numa bela tarde de família reunida na praia de São Francisco, em Niterói. Na praia banhada pelas águas calmas da Baía de Guanabara, Caroline Schneider e a menina Isabella ao fundo.

9.04.2011

O VELHO OESTE CARIOCA VOL. II


Amigos, no próximo sábado, dia 10, estarei na Bienal do Livro, no Riocentro, autografando meu novo livro, "O Velho Oeste Carioca vol. II (ed. Ibis Libris), das 13h às 15h30, no estande da Singular Digital. O lançamento, digamos, oficial, será no dia 22 na livraria República do Bardo, em Copacabana, mas quando estiver mais perto eu mando um lembrete. Abraços a todos.

Sinopse:

No segundo volume de "O Velho Oeste Carioca" continuo a contar mais histórias do passado da região do Rio de Janeiro que vai dos bairros de Deodoro a Sepetiba. Desta vez, mesclando a pesquisa documental com a tradição oral dos moradores da região, que falam, com saudade, dos bondes que iam de Campo Grande a Guaratiba e ao Rio da Prata, do ramal de Mangaratiba com seu trem “macaquinho”, dos muitos cinemas que desapareceram, da época em que as praias de Pedra de Guaratiba e Sepetiba eram limpas, e do modo de vida rural que prevaleceu na região até há algumas décadas, quando os agricultores recebiam o dinheiro das colheitas no Café e Bar do Lavrador, e faziam todo ano a eleição da Rainha da Lavoura.