Follow by Email

10.11.2006

Embora


E se eu for embora
e deixar embora ir embora

E se eu deixar de ir
porque embora não dá mais
e correr atrás de ir ficando

E se ficando eu for embora
e tentar ficar um pouco mais

Porque embora eu vou ficando
eu quero ficar mais
...sem ir embora

Carlos Alexandre (Doca)

3 comentários:

Cristiani disse...

Vim dar um a olhada no poema do Grande Doca e acabei lendo, lendo, lendo e lendo...Gostei muito de tudo!!
Aproveito p/ dar os parabéns ao meu amigo Doca e a você também.
Voltarei sempre, ok?
Ah, sou namorada do Fernando e ele já havia me falado muito de você.
Abraço.

André Luis Mansur disse...

Oi, Cris, tudo bom? Que surpresa. Também já tinha ouvido falar muito de você pelo Fernando, que é um grande amigo, ranzinza, destemperado, chato, compulsivo comedor de hambúrgueres e bebedor de coca-cola e apaixonado pelo Caetano...mas um grande amigo.

Obrigado pelos elogios. O blog está aberto a críticas também, espero que realmente continue fazendo suas visitinhas. Adorei seu comentário.

Beijos.

Edeilda disse...

Que texto maravilhoso, lindo jogo de palavras. Nossa parece minha vida, últimamente se resume a isso...rsrs
"Ainda que queira ficar, embora não consiga, fico mesmo já tendo ido embora."...rsrsr
Beijão